Kingdom, a minissérie sul-coreana da Netflix, traz a tona o “Renascimento Zumbi”.

A trama se passa na Coreia, no período da Dinastia Joseon (1392-1897), acompanhando uma nação à beira do colapso, logo após o Rei tornar-se uma criatura sedenta por carne humana.

A fim de o príncipe-herdeiro Lee Chang (Ji-Hoon Ju) assuma o trono, a então Rainha Cho (Kim Hye-jun) passa a omitir a notícia do povo, dos nobres e dos governantes até o eventual nascimento de seu filho. Em uma tentativa de reconquistar seu posto e fugindo de acusações de traição, o príncipe herdeiro Chang parte em uma jornada a fim de encontrar o médico que cuidou de seu pai, mas durante essa jornada ele acaba descobrindo uma infestação de mortos-vivos que está crescendo sem controle no interior do país.

A ambientação de época é bem feita também no que se diz a respeito de figurino, uma preocupação da série é mostrar como os nobres viviam antigamente, deixando os mais pobres sem comida e mostrando como ocorriam as punições.

Zumbis diferentes e que fogem ao padrão convencional

Sim, esses mortos-vivos, não decepcionam, lembrando muito os zumbis do remake de madrugada dos mortos e de Guerra Mundial Z(melhor filme de zumbi na minha opinião), por conta da velocidade e habilidosos apresentada na locomoção. O diferencial é a forma como eles despertam, da forma mais grotesca o possível, o que me agradou bastante, já que as cenas tem poucos cortes e parte do intérpretes são contorcionistas.


Um outro diferencial da série é que esses zumbis tem hábitos noturnos, o que nos permite ter um respiro duranta a narrativa, mas sempre mantendo o suspense de que os zumbis vão voltar ao final do dia e passa sempre a sensação de que os sobreviventes tem de correr contra o tempo, seja montando estratégias, ou seja se preparando para o que há por vir.

Conclusão

Kingdom é de certa forma uma renovação para o subgênero de terror, o ponto negativo fica por conta de algumas péssimas atuações de alguns componentes do elenco. Mas vale a pena assistir, por conta do alto padrão encontrado nos mortos vivos que são o ponto alto da série. Se o seriado tivesse mais dois episódios para conclusão seria perfeito!

Se você gostou não deixe de compartilhar o post com os amigos que você conhece nas redes sociais porque isso ajuda demais a gente.

Aproveite e salve o Compilação Nerd em seus favoritos (CTRL + D) para depois não esquecer de nos visitar sempre que desejar, pois ficamos muito felizes quando você vem aqui outras vezes, sério ;)

Agora que a notícia acabou assine nosso canal e fique por dentro de tudo que rola no mundo da cultura pop!

Crítica / Review
Zumbis assustadores
8.1
Caída de paraquedas no mundo gamer e nerd, se tornou uma apaixonada assumida pela cultura POP além de uma talentosa escultora, se desdobra para o funcionamento do site, seja tirando fotos em eventos, realizando filmagens e correndo de zumbis...